7 de junho de 2012

O Poder do Agora

Esta foi a minha ultima leitura. É um livro pequeno (uma versão resumida) que aborda temas relacionados com a meditação/midfulness, auto-conhecimento e emoção. Foi-me recomendado por uma grande amiga e é deveras uma "bíblia" que toda a gente devia ter em casa.

Recomendo-o a quem:
- queira aprender sobre o seu presente e a viver nele;
- se interessa por meditação/mindfulness e veja nessa prática um grande contributo para o seu bem estar no dia a dia;
- acha que se conhece na perfeição;
- gosta de ler sobre as suas emoções e interpretá-las (especialmente aquelas que nos passam despercebidas);


 

O livro aborda essencialmente o facto de passarmos a maior parte do nosso tempo longe do presente. Estamos sempre com o pensamento "preso" no passado ou no futuro e andamos assim, para trás e para a frente na linha do tempo.
Queimamos demasiada energia a pensar no que foi e a antecipar aquilo que virá, deixando para trás tudo o que é o Agora!

Quando nos alimentamos em frente à TV, não estamos nem a saborear a comida nem a prestar total importância ao que estamos a ver.
A alimentação é tão importante para o ser humano que nem preciso explicar aqui (é básico), e para além de estarmos a colocar naquilo que ingerimos sensações, por vezes, desagradáveis (ex: ver o telejornal às refeições), não estamos também a APROVEITAR e a saborear cada alimento que ingerimos.

Um bom exercício para provar isso, é fazerem um refeição de olhos fechados (pode até ser uma simples peça de fruta). Depositando toda a atenção no paladar e no corpo em geral.

Apostem o que quiserem, vão saborear o alimento mais intenso das vossas vidas.

5 comentários:

  1. Gostei muito desta última parte ;)

    "Apostem o que quiserem, vão saborear o alimento mais intenso das vossas vidas."

    ♥♥♥

    ResponderEliminar
  2. Achei curioso.. esta também foi a minha última leitura (a versão completa =P) que me foi sugerida por uma amiga. E não poderia ter vindo em melhor altura, tendo em conta a fase chata com que me estava a deparar.

    Aconselho vivamente a sua leitura. Mas tenho pena que, em mim, o efeito produzido depressa desvaneceu. E voltei a cair no erro de não prestar a devida atenção ao momento presente. O stress é um grande inimigo daqueles ensinamentos, e quando vemos tanta coisa descontrolada à nossa volta, tantos problemas, tanto em que pensar.. torna-se difícil. E à conta de todas essas coisas, esqueci-me completamente do livro e só agora, ao ter vindo encaminhada para este posts, é que me apercebi de como me esqueci do que tinha aprendido. Espero que com esta consciencialização consiga alterar alguma coisa e recuperar hábitos que tinha desenvolvido enquanto apreciava a sua leitura. =/

    **

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É normal, isso também acontece comigo. Claro que não há remédios milagrosos, nem livros que só por lermos uma vez façam mudar a nossa vida.
      Eu acho que este, como outros livros que já li (e até mais "poderosos") são para se ter e consultar como uma "bíblia". Não são livros para se ler uma vez. São para serem relidos várias vezes durante a vida :)

      Experimenta "Conversas com Deus I", és capaz de gostar.

      Eliminar
    2. Thanks pela sugestão, ficou registada. =)

      Eliminar